Sobre o GPA

apresentacao

Você deve estar se perguntando, porque gay por acaso?
Eu diria que existem duas respostas; você pode se identificar melhor com uma delas ou com ambas, sendo você gay ou não. Talvez você também não se identifique com nenhuma das minhas respostas, nesse caso deixe um comentário contando seu ponto de vista! J

A primeira resposta sobre porque intitular um blog de Gay por Acaso é dada partindo do princípio de que nenhum gay escolhe tal orientação. Ser gay é algo que acontece naturalmente, por acaso e ao acaso.

Eu tenho 31 anos e pra minha geração digerir a descoberta de ser gay não era a coisa mais fácil do mundo. Era tanta coisa pra aprender a lidar quando o assunto era sexualidade; a timidez aumenta, os sentimentos são confusos, os parentes pressionam “e AS namoradinhas”, seu corpo te ‘trola’ a cada “barraca armada” em ambientes onde só se encontram pessoas do mesmo sexo, para alguns os trejeitos são presentes o tempo todo, para outros, compensar com atitudes exageradamente “masculinas” é a saída (péssima saída)… e quem não se lembra do medo de se alistar no exército e ter que ficar pelado no meio de um monte de homem?

Não é nada fácil viver com essas dificuldades extras na adolescência, essa que já é a fase mais barra pesada da vida. Por isso eu digo, não é escolha, é por acaso.

A outra resposta foi a que originou a vontade de criar esse blog, não mais baseado na adolescência, mas sim na vida adulta de muitos gays.

Existe uma quantidade gigantesca de conteúdo gay na internet, mas já reparou que todos são parecidos? Sempre se utilizam de artifícios bem estereotipados, eu diria até caricatos de como é ser gay. Nunca falta uma bandeira, um homem de sunga e malhado, notícia sobre alguma diva Pop, textos repletos de gírias “típicas de gays”.

É preciso lembrar que nem todo gay gosta de Lady Gaga, nem todo gay usa gírias “de gay”, alguns não suportam gola V, outros nunca foram em uma boate gay, alguns desses nem têm vontade de ir a uma boate. Tem gay que não tem amigo gay, há aqueles que nunca deram o primeiro beijo gay, tem gay viciado em futebol e muitos que odeiam!! Enfim, tem gay de tanto tipo que não cabe dentro de um manual de como é ser gay, e já que não existe uma regra de como é ser gay, eu digo, é por acaso, do seu jeito, no seu tempo. Afinal essa é apenas uma de milhões de características que te fazem ser quem você é.

E é para atender todos esses homens que não se sentem amparados pelos outros meios de comunicação voltados para Gays, ou simplesmente para aqueles que ainda não se sentem a vontade em sair do armário e querem trocar experiências com outros caras na mesma situação é que existe o GPA.

Sejam bem vindos ao nosso armário ( de portas abertas ).