O Monstro ROSA da humanidade

11865199_10153575676634577_9051200736972651302_o

Vem aqui no probleminha pra gente se entender numa solução.

A história é a seguinte, hoje em dia o povo cria mais e mais maneiras de gastar dinheiro, e a nova febre é a festinha de revelação do sexo do bebê que está pra nascer, também conhecida como chá de revelação. Uma comemoração aparentemente inocente, mas que guarda em sí a semente do mal da divisão de gênero, machismo, opressão, depressão, preconceito e por aí vai.

Nossa que exagero Rafael!!! Alguns devem estar pensando.

Bolo-de-revelação-para-chá-de-bebe-com-sexo-da-criança

Não, não é exagero, e eu digo o porquê. O chá de revelação tem apenas 1 intenção, falar pra todo mundo o sexo do bebê, se será menino ou menina, e é nesse momento que a criança que nem nasceu já é inserida num mundo divido entre Azul e Rosa. Azul para meninos e Rosa para meninas, e incrustado nessas duas cores temos 2 universos totalmente separados, o universo masculino, aventureiro, divertido, forte, grandioso, heroico, revigorante e no outro o universo feminino, fofo, delicado, monocromático, meigo, submisso, limpinho e com cheiro de morango.

maxresdefault

Os pais não sabem, mas estão reiniciando o ciclo vicioso de educação machista, e talvez eles nem sejam de fato machistas em suas ações conscientes, mas inconscientemente essa ideia está lá, agindo em cada pequeno detalhe, afinal isso acontece a centenas de anos e não mudará assim do dia pra noite.  Mas é necessário refletir sobre como nossa mente está programada a pensar sobre coisas corriqueiras do dia a dia.

Estou escrevendo sobre isso por um motivo, ontem um amigo postou nos stories do instagram uma foto de Kinder Ovos divididos em 2 tipos, a edição Feras e a edição Bruxas, as cores predominantes eram: Azul para as feras e Rosa para as Bruxas, mas em nenhum momento aparecia escrito Meninos e Meninas (como a marca já havia feito em edições anteriores). Meu amigo jugou dizendo que era claramente uma divisão de gêneros, num primeiro momento eu concordei, mas em seguida refleti… será que era uma divisão feita apenas pelo produto ou também pela mente dele (nossa) que já está programada para achar que rosa é pra menina e azul pra menino, mesmo não concordando com isso?! Eu sei, é complexo, é filosófico, mas é real.

As empresas só fazem essas divisões de gênero por um motivo: a gente compra isso! A grande maioria da sociedade ainda pensa com essa divisão de gênero.

maxresdefault (1)

Digo por experiência própria, meninos sofrem muiiiiiiiiiiiiito com essa divisão, muito mais do que meninas, pois, para elas tudo bem se brincarem de carrinho, jogar bola, mas vai um menino pedir uma maquininha de fazer sorvete rosa da Barbie no dia do seu aniversário… os olhares dos adultos condenam. E essa condenação para um menino que já se sente diferente dos outros garotos deixa o problema  incrivelmente maior.

Será que devemos ser escravos eternos dessas duas cores? Justo num mundo onde existe a escala Pantone com uma infinidade de cores tão mais representativas do que essas.

Pantone

Na realidade o azul é totalmente coadjuvante nessa história, o azul nem é cor de menino, ele só foi selecionado pra ter um contraponto ao rosa, mas tudo gira em torno do rosa ser uma cor para meninas. (Mano quem inventou isso!)

Vejam nesse teste simples feito no Google imagens, o azul não tem relevância e tudo gira em torno da cor rosa. No teste  é considerado a cor predominante das imagens antes de serem carregadas.

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Loja Brinquedo Meninas

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Loja Brinquedo Meninas

 

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Quarto Meninas

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Quarto Meninas

 

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Loja Brinquedo Meninos

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Loja Brinquedo Meninos

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Quarto Meninos

Pesquisa feita no Google imagens com as palavras: Quarto Meninos

Viu! Meninos estão na realidade associados a cores que demonstram força e vitalidade como Vermelho e Marrom, e não ao azul que é calma e intelecto. Mas as meninas sim, estão lá sempre nas sombras do rosa fofo e amoroso e do bege que as prendem num mundinho de fantasias românticas.

Chega de temer o rosa para os meninos e estimular para as meninas, chega de limitar seus filhos com essas amarras sociais sem fundamento.

Como diria aquela mocinha do canal GNT, Mais cor, por favor!

Rafael Telles

Criei o GPA numa fase em que me encontrava no armário e foi com ele que consegui abrir as portas para o mundo. Minha intenção com o Gay por Acaso é apenas a de tentar fazer com que essa transição seja mais tranquila para todos que passam por essa fase (quase sempre difícil) de se assumir gay. Vou mostrar que essa é apenas uma das milhões de características que você tem, e a informação isolada de que você é gay não diz nada sobre você!

Related Posts

Discussion about this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *