Mentiras Virtuais

masturbacao-anal

Como agir nas redes sociais?

Esse é um assunto que sempre me intrigou pra caralho!

A internet se tornou passagem quase obrigatória para homossexuais no processo de autodescoberta, em seus contatos sexuais, amorosos e na criação de redes de apoio.

Entenda redes de apoio como aqueles amigos virtuais que você nunca conheceu, mas que conta tudo para eles, pois são as únicas pessoas para quem você contaria certas coisas, justamente por não conhece–los pessoalmente.

Afirmações como “sou fora do meio” ou”procuro alguém fora do meio” são recorrentes nos ‘anúncios’ sexuais, na apresentação em bate-papos ou mesmo nos perfis de redes de relacionamento.

O foda disso tudo é o seguinte: até que ponto o “sou fora do meio” é real? E digo mais, qual o problema de ser do meio? E a principal pergunta é: Pra que tentar enganar alguém dizendo ser o que você não é?

Tem coisas que não são possíveis de serem mascaradas, tem homens que são sim afeminados e isso não é um problema, o problema é esse mesmo cara dizer “sou fora do meio”, “sou discreto”, sendo que basta olhar para a sombra dele pra provar o contrário; e ainda assim sustentam esse discurso até o momento do encontro.

A merda foi feita!

A internet está cheia de pessoas tentando enganar umas as outras. Mas o pior são as pessoas tentando enganar a si mesmas.

Existem homens com todo tipo de gosto, nem tudo é preconceito. Hoje em dia parece que somos obrigados a ocultar nossos gostos pessoais para que eles não sejam confundidos com preconceito, isso é muiiiito escroto, é escroto pra caralho!

Dizer que não gosto de caras afeminados para me relacionar amorosa ou sexualmente, não significa que eu sou homofóbico. Significa que eu sou gay pracaralhooooo, e qualquer característica que me lembre mulher vai me broxar. Essa é a verdade!

Há caras que adoram homens mais delicados, eu tenho amigos assim, e não são poucos. Então parem com essas porras de mentiras. Não há necessidade disso, a não ser que exista prazer ao ver nossas caras de decepção no momento da verdade.

E a pergunta inicial, como agir nas redes sociais? A resposta é simples, aja como você agiria no seu dia-a-dia. Sem mentiras que você não possa sustentar.

Desculpem pelos palavrões, eu não economizo em caralhos. Rs

Por Dr. Lemon

Rafael Telles

Criei o GPA numa fase em que me encontrava no armário e foi com ele que consegui abrir as portas para o mundo. Minha intenção com o Gay por Acaso é apenas a de tentar fazer com que essa transição seja mais tranquila para todos que passam por essa fase (quase sempre difícil) de se assumir gay. Vou mostrar que essa é apenas uma das milhões de características que você tem, e a informação isolada de que você é gay não diz nada sobre você!

Discussion about this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *