A heterossexualidade está morrendo, e isso te fará bem!

flatline-no-growth.jpg-1170x824

“O sexo não tem história”, escreve o teórico David Halperin, professor da Universidade de Michigan, “porque é baseado no funcionamento do corpo”. A sexualidade, por outro lado, tem uma história, precisamente porque é uma “construção cultural”.

E assim começo o post que tentará tirar a heterossexualidade do altar onde foi colocada e passou a ser adorada e cultivada tal como um deus que nunca existiu.

Dia desses numa conversa de bar com amigos heterossexuais, que por acaso são maioria dos meus amigos, falávamos de sexo de maneira igual sem constrangimentos por conta das orientações sexuais, e foi quando eu afirmei (do ponto de vista masculino) que qualquer garoto com 11…12 anos no auge da sua explosão de hormônios, se excita com qualquer estímulo, seja por mulheres ou homens, ainda completei que duvido que um garoto nessa idade não sinta prazer no sexo com outro homem, o prazer é algo que já está alí preso no garoto, independe da pessoa com quem será libertado.

b1e8d59f66616449043b655a127b6360x

Para Freud, heterossexuais não nascem assim, mas são feitos assim.

E de fato a heterossexualidade como conhecemos é algo cultural e construída; para um garoto seria muito mais simples iniciar a vida sexual com outro garoto, simplesmente pelo fato de que existem mais possibilidades favoráveis para que algo aconteça entre eles do que com uma garota, mas culturalmente aprendemos que isso é errado, que homem não tem desejo por homem, e se isso acontece com você é porque você tem algum problema. Dessa forma adestramos nossos desejos. O mesmo serve para as mulheres.

As Religiões foderam com tudo

É fato que as religiões interferiram brutalmente no rumo da evolução social, e inseriram normas extremamente frágeis, mas que de alguma forma sobreviveram por muito tempo, tanto tempo que é possível dizer que foram incorporadas em nossa genética, mas agora precisamos nos desvincular disso, precisamos evoluir mais uma vez.

Heterossexualidade e homossexualidade são termos criados pelo homem, com conceito definido pelo homem, assim como deus é uma criação do homem e conceituado pelo homem, nada disso sempre existiu, e não precisa existir pra sempre.

Assim como qualquer filósofo francês ou qualquer criança com um lego poderá lhe dizer, qualquer coisa que foi construída pode ser desconstruída também.

capela_sistina_adaox

O Futuro é livre

A heterossexualidade não precisa existir no futuro. E isso não significa que todo mundo será gay, ou que todo mundo será bi, mas simplesmente que esses termos que hoje dividem as pessoas em categorias, e que de certa forma estimula privilégios apenas para um dos grupos, não farão mias sentido no futuro.

Heterossexuais e homossexuais são considerados diferentes apenas porque eles podem ser divididos em dois grupos, e isso com base na crença (humana) de que eles podem ser divididos em dois grupos. Ou seja, conceitos criados pelo homem, mas que não se sustentam.

poliamorx

Apesar da divisão hétero/homo parecer eterna e um fato indestrutível da natureza, ela não o é. Trata-se meramente de uma gramática recente que os humanos inventaram para falar sobre o que o sexo significa para nós.

A heterossexualidade, “é inventada no discurso como algo que está fora do discurso. Ela é construída como se fosse um discurso que é universal e fora da temporalidade”. Diz Jonathan Ned Katz  em seu livro A Invenção da Heterossexualidade.

Ou seja, a heterossexualidade é uma construção, mas é apresentada como se não fosse.

O homem e a natureza

Por que julgar o que é natural e ético para um ser humano de acordo com sua natureza animal já que adoramos afirmar que não somos animais?

maxresdefault x
Muitas das coisas que os humanos valorizam não são naturais, por exemplo, medicina e a arte. Ao mesmo tempo, humanos detestam muitas coisas que são naturais, como doenças e morte.

Muitos de nós, seres humanos, estamos o tempo todo criando verdades de acordo com o que nos é conveniente em dado momento. E dependendo de quem cria essas verdades, elas se tornam senso comum.

A grande verdade é que sexo e sexualidade não precisam estar relacionados.

Sexo entre genitais diferentes existiu desde o início da vida na terra, e não teríamos sobrevivido até aqui sem isso, porém, evoluímos a tal ponto, que hoje seria possível perpetuar a espécie sem relação sexual, ou seja, nos distanciamos ainda mais do que nos aproxima dos animais, e com isso podemos nos dar ao luxo de priorizar muito mais a sexualidade do que o sexo por si só.

A mudança já acontece

Era uma vez, num passado não muito distante, em que a heterossexualidade era necessária porque os humanos modernos precisavam provar quem eram e por que eram, e eles precisavam defender seu direito de estar ali, construindo família e adquirindo poder através dela. Conforme o tempo foi passando, porém, esse rótulo parece na verdade limitar o leque de maneiras pelas quais os humanos entendem seus desejos, amores e medos.

Talvez essa seja uma razão pela qual uma pesquisa britânica recente descobriu que menos da metade dos jovens de 18 a 24 anos se identificam como “100% heterossexual”.

Isso não sugere que a maioria desses jovens sejam bissexuais ou homossexuais, mas que eles não precisem mais desse termo como as gerações passadas precisavam no século 20.

E é assim, lenta e constantemente, que a heterossexualidade, e consequentemente a homossexualidade, caminham para que um dia deixem totalmente de fazer parte da nossa vida e cultura, sem que isso afete o interesse entre pessoas umas pelas outras, que muitas vezes poderá culminar no nascimento de uma nova vida, totalmente livre de preconceitos.

576259433_1280x720x

Rafael Telles

Criei o GPA numa fase em que me encontrava no armário e foi com ele que consegui abrir as portas para o mundo. Minha intenção com o Gay por Acaso é apenas a de tentar fazer com que essa transição seja mais tranquila para todos que passam por essa fase (quase sempre difícil) de se assumir gay. Vou mostrar que essa é apenas uma das milhões de características que você tem, e a informação isolada de que você é gay não diz nada sobre você!

Related Posts

Discussion about this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *